domingo, 28 de maio de 2017

Milagre, uma resposta de Deus


“Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!”



Ao aproximar-se Jesus de Jericó, estava um cego sentado à beira do caminho, pedindo esmolas. Ouvindo o ruído da multidão que passava, perguntou o que havia. Responderam-lhe: “É Jesus de Nazaré que passa.” Ele então exclamou: “Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim!” Os que vinham na frente repreendiam-no rudemente para que se calasse. Mas ele gritava ainda mais forte: “Filho de Davi, tem piedade de mim!” Jesus parou e mandou que lho trouxessem. Chegando ele perto, perguntou-lhe: “Que queres que eu faça?” Respondeu ele: “Senhor, que eu veja.” Jesus lhe disse: “Vê! Tua fé te salvou.” E imediatamente ficou vendo e seguia a Jesus, glorificando a Deus. Presenciando isso tudo o povo deu glória a Deus. (Luc 18,35-43)



Nós precisamos ter a graça de fazer a experiência que fez esse cego de Jericó. Jericó, a cidade mais antiga da Terra, a cidade que ainda existe até hoje. Jericó fica situado entre Jerusalém, a Judéia e a Galiléia, é aquele lugar perigoso, onde machucaram aquele homem que foi socorrido pelo bom samaritano. É também a cidade de Zaqueu, e esse episódio precede o grande encontro de Jesus com o Zaqueu, e olhando para esse episódio, a cura desse cego de Jericó, eu vejo aqui um programa de vida para todos nós, que nos propõe uma dinamicidade progressiva da nossa experiência de Deus, do entusiasmo inicial é preciso chegar a experiência da fé que vem pela provação. Significa que a fé é dinâmica, que fé é dar passos concretos. Nesse texto, nós vemos três momentos: o cego ouve falar em Jesus, ele começa escutar um burburinho aí vem a curiosidade: “Que barulho é esse?”. Esse é o primeiro estágio, o estágio da curiosidade. O estágio do “oba-oba”, das pessoas que gostam de ir só pelo aspecto da festa, daqueles que ficam na superfície, daqueles que não deixam o fogo purificar e querem deixar baixar a poeira dos problemas para ficar lá no fundo do coração.

Padre Léo



















0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!