sexta-feira, 26 de maio de 2017

WikiPeLéo - Libertos por Jesus

Pregação - Libertos por Jesus
Tema - Cura e libertação
Evento - Acampamento de Carnaval 
Local - Comunidade Canção Nova em Cachoeira Paulista/SP
Data - 11.02.2002 - 11h30min
Animação - Eugênio Jorge

Palavra de Deus para essa pregação está em Romanos 7, 5-6


Abaixo, trechos da pregação:

"Quando vivíamos no nível da carne, as paixões pecaminosas, ativadas pela lei, agiam em nossos membros, a fim de que frutificasse para a morte, agora porém, mortos para aquilo que nos aprisionava, fomos libertados da lei, de modo servimos no novo regime do Espírito, e não mais no regime antiquado da letra..." (Rm 7,5-6).

Refletindo as palavras de São Paulo, padre Léo vem nos dizer nesta pregação que o pecado vai nos nivelando com o próprio pecado. A carne é a natureza humana decaída pela culpa original.
É a condição do homem carnal, que vive sob o jugo das paixões, produzindo frutos para a morte. É a condição do cristão arrancado do poder das trevas para o reino da luz. Jesus veio e ficou ao nosso nível. Abaixo, trechos da pregação:



"Eu, por mim mesmo, sou absoluta e completamente impotente. A única coisa que eu consigo fazer por mim mesmo é pecar."

"O ser humano precisa se convencer que sem Deus ele não consegue experimentar o amor e viver o amor verdadeiro. A grande redenção do ser humano acontece no mistério da encarnação do nascimento, da vida, da morte e da ressurreição de Jesus.

E qual é a síntese mais perfeita do mistério da encarnação, nascimento, pregação, morte e ressurreição de Jesus? A cruz. A cruz é o símbolo e a síntese para nós. É o nosso sinal de libertação."

"Primeiro o pecado significa liberdade. Eu sou livre, posso fumar. Eu sou livre para beber. E com o tempo ele vai me tornando dependente e, mais um pouco de tempo, escravo! E escravo obediente até a morte."

"A cruz é a identificação máxima do amor de Deus pela humanidade."

"O Cristo assume a condição humana em tudo, menos no pecado. Mas aquele que não tinha pecado, Deus o fez pecado por nós. Ele assume as consequências do pecado. O verbo de Deus se faz carne!"

"Meus irmãos, nós precisamos estar convictos disso: não é esforço pessoal, não é arcese, não é jejum, não é limitar minha vida em todos os sentidos possíveis que vai me levar a uma experiência da libertação. Você não vai deixar o cigarro. Você não vai deixar a bebida. Você não vai conseguir se ver livre desse noivado que está estragando a sua vida. Você não vai se ver livre desse pecado fazendo esforço... Cada esforço que você fizer por conta própria vai aumentar o pecado e vai aumentar o vício. E a única coisa que você vai conseguir fazer é substituir. É sair de um vício e ir pra outro. Bebe remédio para parar de fumar e vicia no remédio. E de um vai pra outro e pra outro, pra outro, pra outro... Como uma pessoa que está sempre doente. Há pessoas que estão há dez, quinze, vinte anos doentes! A pessoa sara da perna, vai pro braço. Volta pro médico, agora o problema é no estômago. Já passou em tudo quanto é médico do Samdu. Tudo quanto é médico do INPS já foi. 'Agora eu tou com problema nas costas!'. As costas melhoraram. 'Agora eu tou com problema na cabeça!'. Não acha o remédio! Por mais esforço que a gente fizer, a gente não vai encontrar. A nossa libertação tem um ponto de partida e um ponto de chegada: a cruz de Jesus! Vão ter que olhar pro Senhor transpassado!"



"Se há uma coisa que a Bíblia é categórica e é dogma da fé católica é que não existe destino. O mal nunca é vontade de Deus."

"O desejo, seja ele qual for, o vício, o pecado, nasce pequenininho feito aquele bezerrinho que eu pego facilmente no colo. E aí ele vai me levando para a mata fechada do egoismo, da mentira, do ódio, das imagens erradas que entram no meu coração pelos meus olhos, os sons errados que entram no meu coração pelo ouvido... E eu vou me fechando nessa mata! Essa mata pode ser o meu quarto onde eu me fecho e através do computador eu vou recebendo imagens eróticas, prostituidas... Eu vou levando o meu vídeo-cassete, o meu dvd. Eu vou assistindo só aquelas porcarias! Eu estou alimentando o meu bezerro para a grande hora da tourada. O triste é saber que eu vou ser o toureiro! E que ele está sempre pronto a enfiar aquela espada no meu coração. Como Simeão disse pra Maria: 'Cuida que vão tentar enfiar uma espada no seu coração!'. O encardido está engordando o bezerro pra enfiar a espada e furar no coração."

"Olhando para o pecado eu vou me nivelando... Vou ficando ao nível do pecado. Eu vou ficando parecido com o pecado. 

Você já notou que criança adotada com o tempo fica parecida com a mãe? Com o pai? A gente vai ficando parecido com aqueles que a gente convive. As pessoas quando começam a conviver com as outras vão falando do jeito das pessoas... O sotaque! Algumas palavras que a pessoa diz, o outro começa a dizer também.  Porque a gente vai se influenciando: o jeito de falar, o jeito de se vestir, o jeito de rir, o jeito de brincar... 

Quando a gente vai se nivelando ao pecado, quando a gente vai ficando amigo íntimo do encardido. A gente vai ficando parecido com ele. Isso é o mais terrível do pecado! Quantas e quantas vezes você ouviu alguém dizer: 'Fulano parece o próprio demônio!'? Não é assim? 'Padre, o meu marido parecia que estava dominado pelo encardido!'. Porque a gente vai ficando parecido com aquele que a gente anda. Com aquele que a gente imita. Eu vou ficando nivelado ao pecado. O ser humano sabe quem ele é quando ele começa a olhar pra Jesus! Vão ter que olhar! Não tem outro jeito!"

"Na medida em que nós vamos olhando mais para Jesus, qual é o processo que vai acontecendo conosco? Vamos ficando semelhantes a Jesus."

"Jesus é a imagem visível do Deus invisível. Ele vai restaurando a nossa imagem. Nós vamos ficando semelhantes a Ele."

"Mãe, não compare os seus filhos nunca! Seu filho é único!"



"O pai e a mãe chamaram o menino, que veio da escola, pegaram o boletim dele e disseram:

Você podia nos explicar uma coisa? Nós, por acaso, vimos o boletim do seu colega. Inclusive, ele é mais novo que você um ano e meio! Como é que você explica que ele tem notas melhores do que as suas?

O menino olhou e falou:

- É que o pai e a mãe dele são mais inteligentes!

Quem é que ajuda a criança a fazer a tarefa? Não comparece seu filho, porque você poderá ouvir dele a mesma resposta. Não se compare com ninguém! Porque, quando a gente se compara com as pessoas, como cada um é único, só podem acontecer duas coisas: ou me comparo com alguém inferior a mim e aí eu acho que sou melhor, aí vem o orgulho, a vaidade, a prepotência, a autossuficiência... Ou eu me comparo com alguém que eu acho que é superior a mim, e aí vem o complexo de inferioridade, a menos-valia, a humilhação, os medos.

 A única pessoa com a qual a gente pode e deve se comparar é com Jesus. Olharão para Aquele que foi transpassado! Porque, sendo Ele de condição divina, veio ao nível de, desceu ao meu nível... Pra quê? Pra me revelar quem eu sou!"

"Eu preciso descobrir de quem eu sou. Nunca pergunte: Quem sou eu? Pergunte: De quem sou eu? A quem eu pertenço? Nós pertencemos ao Senhor quer a gente viva no pecado ou na santidade. Nós pertencemos ao Senhor! Quer a gente esteja na vida ou na morte. Nós pertencemos ao Senhor porque Ele comprou cada um de nós por um preço muito elevado! Olhe para a cruz."

"A cruz de Jesus significa o pior que o ser humano pode produzir. A cruz de Jesus significa o ser humano quando deixa-se conduzir pelo pecado, ele é capaz de chegar ao seu pior: ele é capaz de matar Deus..."

"Se a cruz é, do ponto de vista da história, o pior que o ser humano pode chegar pelo seu pecado, do ponto de vista da graça de Deus a cruz é o melhor que Deus pode chegar pelo Seu amor. Então escolha de que lado dessa cruz você quer estar! Você quer estar do lado daqueles que estão condenando o Senhor? E cada vez que nós pecamos nós estamos do lado daqueles que estão condenando o Senhor! Ou você quer estar do lado daqueles que estão embaixo da cruz, como Maria, em pé  recebendo a Redenção?"

"O coração rasgado de Jesus na cruz é o berro de Deus derramando sobre a humanidade o sangue da restauração, da redenção, da nova e eterna aliança. O sangue que salva, que sara, que liberta o coração humano."

"Meu irmão, minha irmã, hoje você é chamado a ter um encontro pessoal com Jesus Cristo, o único que de fato pode arrancar a sua vida de todas aquelas amarras conscientes ou inconscientes. Amarras do passado. Amarras do presente. Amarras na área física, psíquica, seja ela qual for... Aquelas cordas... Que sejam cabos de aço. Talvez você esteja sentindo que o que está prendendo você seja um grande cabo de aço. Que você está amarrado demais. Que você se sente impotente. 

Eu queria dizer a você, meu irmão, que louvado seja Deus se hoje você conseguir se convencer que é impotente para vencer essa amarra na sua vida. Triste de você se você acha que sozinho consegue vencer.

O primeiro passo para um filho nosso, em Bethânia, de fato se libertar das drogas, do alcoolismo, é conscientizar-se: 'Eu sou dependente químico. Eu sou viciado na droga. Eu sou viciado em sexo. Eu sou viciado em mentira.' Assuma: 'Eu sou!'. Sem nenhuma justificativa. Não adianta: 'Eu sou viciado porque meu pai se fez isso, porque minha mãe…'. Corta tudo isso! Não tem justificativa. Enquanto tem justificativa você não assumiu ainda sua impotência. Assuma sua impotência: 'Eu sou impotente! Eu não consigo! Senhor, eu não consigo me libertar! Eu não consigo. Eu já tentei. Eu já fiz de tudo. Eu já rezei, plantei bananeira no espírito e eu não consigo. Eu sou fraco. Eu sou impotente!'. 

E, ao lado disso, um passo fundamental, que eu não sei se é junto ou junto com esse, o primeiro: eu quero me libertar! É uma decisão! Aqui, agora, eu pego a minha liberdade, Senhor! Não interessa se minha liberdade está marcada, ferida, machucada pelo pecado. Não me interessa, Senhor. Eu quero me libertar! E esse passo você pode dar hoje também. 

Assim como a nossa salvação, a nossa redenção aconteceu e foi realizada em plenitude no silêncio da cruz do Senhor... Hoje também você pode, aí na sua casa, aqui nesse Rincão, embaixo dessa árvore, sentado nessa cadeira, sentado em frente ao seu computador... Agora pode ser nesse lugar que você se encontra, O lugar mais sagrado da terra, o santuário de Deus, onde você acolhe Deus, um Deus que chega até você e diz: 'Eu esperei muito, muito, muito, muito esse momento. Eu aguardei muito esse momento. Eu desejei ardentemente esse momento para derramar sobre você o meu amor infinito. Agora onde você está pode ser o novo Calvário, onde o Cristo diz: 'Olhe para a cruz. Foi por ti!'. E Ele diz seu nome. 'Não foi pela humanidade inteira, não! Eu morri foi por ti!'. Você, tu, cada um de nós, no nosso jeito de  olhar, no nosso jeito de pecar... 

Senhor, eu tenho andado mergulhado no pecado. Eu tenho alimentado os bezerrinhos do pecado, Senhor! E alguns dos meus pecados já se tornaram touros fortes. Mais forte do que eu, Senhor. Que me derrubam, Senhor! Eu tambem tenho levado muita chifrada desse touro, Senhor! Eu tenho chegado em casa ferido, machucado, com coração despedaçado, pisoteado... 

Senhor, alguns dos meus pecados já cresceram demais. Eu sou impotente, Senhor. Nesses anos que eu tenho vivido, Senhor, eu tenho experimentado... Meu pecado tem sido maior. O ódio tem sido maior, a mentira... A pornografia tem sido maior, Senhor! Eu tenho sido amarrado, Senhor, feito um carneiro, feito um bezerro. Um bezerro que vai pro matadouro. É assim que o pecado me leva, Senhor! 

Eu não aguento mais, Jesus! Eu não aguento mais viver essa vida de fechamento em mim mesmo. Do meu coração tem fluido, Senhor, rios de água morta, fedida, poluída, água de enchente... Água cheia de lodo, Senhor. Eu estou parado, Senhor, feito um rio que não caminha. E por isso nessa água parada vai surgindo dengue, vai surgindo pernilongos, mosquitos, cobras... Sujeiras demais, Senhor! Mas hoje eu quero ter esse encontro contigo, Jesus!  Eu quero que seja hoje o primeiro dia de fato do resto de minha vida. O único dia da minha vida, Senhor! Eu quero e eu desejo, Senhor! Eu desejo e, mais do que isso, Senhor, eu preciso. Hoje, Jesus, eu quero me colocar inteiro naquela gota d'água que é jogada no cálice para me perder no seu sangue, Senhor! Senhor, eu necessito da tua misericórdia! Eu quero me encontrar contigo. Eu marco Senhor já, contigo, encontro às três horas... A hora da misericórdia. E até lá eu quero ir preparando meu coração, Senhor, para colher essa libertação que o senhor me oferece hoje. 

Hoje eu quero jogar, Senhor, no Teu coração rasgado a minha dependência química. Esse vício, Senhor! A minha impureza! Todos os meus pecados da área sexual. Todos os meus pecados afetivos, Senhor. Ira, ódio, raiva, briga, aspereza, malícia, maledicência... Quero hoje entregar, Senhor,  no Seu coração todos os meus pecados ligados ao dinheiro. Toda a ganância. Toda a prostituição. Todo espírito de lucro. Todo consumismo, Senhor. Tudo aquilo, Senhor, que me impede de entrar no Seu reino. Eu me entrego, Senhor. 

Mas é preciso que você se  coloque ali embaixo da Cruz, meu irmão, para sentir o Senhor olhando para você. O Senhor realizando agora! Esse é o momento! O texto de São Paulo nos disse duas vezes: 'É agora! É agora!'. Não é para depois. É agora que começa sua nova história. Porque agora Jesus olha para você e, do Seu coração rasgado, Ele faz fluir no seu coração o amor, a cura, a libertação… Acolha! Acolha essa cura. Acolha essa libertação. E para isso só depende da sua vontade de dizer: 'Eu quero, Senhor! Eu desejo, Senhor! Eu preciso, Senhor!'. 

*Padre Léo canta ao final com Eugênio Jorge a música "Ninguém te ama como eu". 



Destaques da pregação:

Padre Léo nos ensina que o pecado, no início, significa para nós, liberdade. Depois, nos tornamos escravos. 

Não existe destino.

O mal não vem de Deus.

Padre Léo conta a história do menino que mostra o boletim da escola aos pais.

Padre Léo nos alerta que não devemos nunca nos comparar a ninguém.

Padre Léo faz uma profunda oração.

0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!