sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Somos Comunidade. Somos Família. Somos um!

“Eram perseverantes em ouvir os ensinamentos dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações... Todos os que abraçavam a fé viviam unidos e colocavam tudo em comum... Diariamente, todos frequentavam o Templo, partiam o pão pelas casas e, unidos, tomavam a refeição com alegria e simplicidade de coração. Louvavam a Deus e eram estimados por todo o povo. E, cada dia, o Senhor acrescentava ao seu número, mais pessoas que seriam salvas” (At 2, 42-47).
 


Refletindo sobre esse texto, quando no livro dos Atos dos Apóstolos, São Lucas nos apresenta o projeto da Comunidade cristã, padre Vicente pensou na Comunidade Bethânia, em sua trajetória dos 22 anos de atividades. Pensou na Palavra de Deus, que provoca transformações, na comunhão fraterna, que significa a união, baseada na mesma fé e no mesmo projeto de vida, na prática da eucaristia (fração do pão) e nos diversos momentos de oração. A Comunidade Bethânia, o seu modo de ser e de viver é comparada às primeiras comunidades. E por obra de Deus, é visível aos nossos olhos o seu crescimento, muitas pessoas aderem a esse projeto, tendo em vista os oito Recantos espalhados pelo Brasil.

“Primeiro, olho com alegria, para tudo o que caminhamos como Comunidade Bethânia. O caminho muitas vezes é árduo e exigente, mas a Providência não faltou.
Agradeço a Deus, e a intercessão eficaz do padre Léo, pois temos a certeza de que tudo é graça e bondade do Senhor.
Segundo, olho e enxergo a meta estabelecida pelo alto. Somos chamados por Deus a vida e testemunharmos o Cristo, como irmãos e em comunhão, de acordo com as primeiras comunidades”.

Entre as práticas se destaca o elemento principal: o acolhimento.
“O empenho de nossos consagrados, discípulos, aspirantes e vocacionados, o compromisso de nossos colaboradores, amigos e benfeitores. O resultado deste trabalho se encontra nas muitas áreas que atuamos, tais como: acolhimento, educação, comunicação, evangelização, retiros, missas e tudo o mais que realizamos. Mas, o mais importante, somos “amor acolhedor”. Nos acolhemos mutuamente, e acolhemos cada um que vem até nós, como o próprio Cristo. Conclusão: Somos comunidade, somos família, somos um!”

Essa palavra (At 2, 42-47) também nos convida a refletir: A primeira comunidade é como um espelho. Será que nossa comunidade consegue se enxergar nesse espelho? Será que estamos sendo irmãos para os outros? Será que testemunhamos o Cristo Vivo? Será que para nós Eucaristia é amor que produz partilha? A nossa comunidade reza? A nossa comunidade está aberta a acolher o necessitado?
Está em nossas mãos a prática da caridade. A experiência de Jesus é feita em comunidade, com todos os seus desafios. Deixemos Jesus agir em nossas vidas. Só assim poderemos dizer: Somos comunidade, somos família, somos um!

Fonte: Informativo Recantos Bethânia (outubro)


0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!