Família: Comunidade de Amor!

Deus criou o homem à sua imagem e semelhança, criou também a mulher. O Senhor os abençoou, dando-lhes a missão de procriar (Gn 1,27-28). Deus quis que desse casal de seres humanos, dependesse, por via de reprodução natural, todo o gênero humano. Nesse jogo do amor, vão se unindo: homem, mulher, amor que une o coração do pai, da mãe, aos filhos, que une o coração dos avós, dos bisavós, dos netos e bisnetos... Nos tempos atuais, a família está sendo ameaçada, estragada por um projeto de destruição.Porém, o projeto original permanece para sempre: uma Comunidade de Amor.
 


Hoje, quando a Igreja celebra a festa da Sagrada Família, queremos relembrar , a pregação do padre Léo, com o tema: Imitar as virtudes da Sagrada Família, de 28/12/2003, Acampamento de Ano Novo, na sede da Canção Nova, Cachoeira Paulista-SP.
Sem dúvida, padre Léo nos deu uma valiosa colaboração, com seus escritos e pregações, ensinamentos e lições, sobre a restauração e santificação de nossas famílias.

Ao longo dessa pregação vamos perceber que família é um lugar onde se cultiva os valores cristãos. E para que possamos imitar as virtudes da ‘Família de Nazaré’, precisamos tê-la como referência.

A fé e a confiança caminham juntas. À medida em que Maria e José acolhem a missão que Deus havia lhes concedido, amadurecem na fé, e no amor à Jesus. Padre Léo nos traz essa certeza, refletindo o Evangelho de São Lucas 2,41-52, em que nos é contada a perda do Menino Jesus no Templo, quando cumpriam seus deveres religiosos.
“Quem segue na trilha de Maria, não tem outro jeito, vai dar direto de encontro com Jesus. Um pai e uma mãe que cultivam valores no seu filho, não trás nenhuma dúvida, os filhos confiam neles, José e Maria confiavam em Jesus, por isso pensavam que ele deveria estar brincando na carruagem com os colegas. Ao sentirem a falta de Jesus, eles não foram a procura de Jesus na delegacia, mas foram logo no templo, e lá encontraram Jesus com os doutores ensinando no templo. Jesus tudo aprendeu com Maria e José, Jesus lhes era obediente e submisso, pois sabia que enquanto menino, tinha que obedecer pai e mãe”.

Não basta falar do respeito dos filhos para com os pais, mas da atitude destes para com os filhos (Ecle. 3, 3-7).
“Faça como Maria e José, vá atrás do seu filho. Jesus ao ser encontrado disse: ' Vocês não sabiam que eu devo ocupar-me das coisas de meu Pai?' 
Maria se apóia em José, José se apóia em Maria, e Jesus se apóia nos dois”.

Precisamos  responder a essas perguntas.
O que será que os nossos filhos estão dizendo, quando eles não dizem nada? Será que paramos para saber o significado do silêncio dos nossos filhos”?

Que o Espírito Santo nos dê sabedoria para valorizarmos a família, desígnio de Deus! Muito embora vivamos momentos difíceis, o projeto de Deus é maior. Que tenhamos cada vez mais famílias restauradas, pela graça de Deus!

Adquira esta pregação e assista na íntegra- www.bethania.com.br




Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Assista a pregação "Jovens Restaurados", de Padre Léo

Assista a pregação "Jovens Restaurados", de Padre Léo