quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Ecos de uma vida

Em 04 de janeiro de 2007 padre Léo nos deixou, passaram-se onze anos, mas em nossos corações seus frutos ainda continuam a brotar. O acervo literário e de pregações marcam a trajetória de um homem que viveu intensamente todos os dias de sua vida.
“Deixo o que escrevi em meus livros, a mensagem de minhas pregações para que depois de meu falecimento, guarde-os em seus corações” (conforme II carta de São Pedro 1,15).

Padre Léo tinha esperança de um mundo melhor, renovado, transformado e dizia sempre: “O amor é a arma mais revolucionária que podemos usar para transformar o mundo”. Ele viveu para anunciar o amor de Deus ao mundo.
Citando um de seus livros: “Seja Feliz todos os dias”, capítulo III , “Deus me ama”, podemos grifar e contar quantas vezes a palavra amor nos é apresentada nesse pequeno texto. É para nos dizer que Jesus nos ama incondicionalmente, e nos convida a viver o seu reinado de amor aqui, cumprindo a vontade do Pai, amarmos uns aos outros, como Ele nos amou.

Dentro de seu ministério de Cura Interior, o livro: "Rezando a vida", é um manual, servindo de roteiro para quem deseja se aprofundar em cura interior.
Padre Léo vem nos dizer que a nossa vida precisa ser rezada, ou seja, é preciso colocar nossa vida, dia e noite, numa contínua oração. Vamos passando e repassando nossa vida diante do Senhor, transformando cada situação em que estamos vivendo. Mestre na arte de provocar, desafiar nossa inteligência, nossa capacidade, dizia: “Você consegue!”.


A sua trajetória de pregador da Palavra de Deus,  irreverente, humor extraordinário, e profundo em suas pregações, foi atingindo um público, cada vez maior. Nos acampamentos, nos retiros, nos encontros... anunciava com poder o Reino de Jesus entre os homens. Não aplaudia as falcatruas do mundo e não teve medo dos poderosos: “... estais firmes em um só espírito, lutando pela fé do Evangelho, sem vos deixardes intimidar em nada pelos vossos adversários...É a vontade de Deus porque a vós é dado não somente crer em Cristo, mas ainda por ele sofrer’’ ( Fil 1,27-29).
Profeta de Deus, ousado nas palavras, quando nos apresentou o Jesus da cruz, que sofreu por nós e que devemos fazer de nossa vida, a vida de Jesus. Pois bem, ele viveu o que pregou.

Por ocasião do aniversário de morte do padre Léo, Pe. Vicente de Paula Neto, bth nos diz: “... impossível não passar pelo coração tudo o que o Pe. Léo significa na vida de tantos que o amam. Quantos testemunhos. Quantas graças alcançadas. Pe. Léo prossegue vivo!
Dia 04 de janeiro tornou-se não pela morte, mas pela vida do Pe. Léo. Recordamos suas palavras. Recordamos seus gestos. Recordamos seus ensinamentos. Recordamos seu legado”.

Através  de seus livros e pregações aprendemos que todos os bens deste mundo devem estar à serviço da vida. Aprendemos que todos os dons que o Senhor nos concede devem ser colocados à serviço da comunidade, em favor dos irmãos.
Padre Léo foi para a glória eterna, mas está presente em nossas vidas, na vida da Comunidade Bethânia. Hoje mais do nunca, a sua presença viva renasce de suas sementes.




0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!