Aprender com as flores

Em Bethânia os jardins tem lugar de destaque, pois ajudam no processo de restauração de cada filho e filha. Assim como Jesus nos ensina a partir dos acontecimentos, seja positivo ou negativo, nada mais pedagógico do que aprender com as flores.
Uma certa ocasião um filho aproximou-se do padre Léo e disse-lhe:
-“Pai, como faço para reatar a amizade com a minha família, que não me compreende, me nega o amor no momento em que mais preciso?”

Padre Léo o levou até um canteiro de flores:
-“...não será difícil responder a essa pergunta. Basta contemplar as flores. Elas nos falam o tempo todo do amor e da ternura de Deus. Mas nos ensinam também como reagir a tudo de negativo que nos acontece. 
Quando a pessoa aprende, por experiência concreta, a importância de uma planta, a beleza de uma flor, acaba também descobrindo Jesus e redescobrindo seu valor como pessoa, mesmo que tenha sido vítima de experiências negativas em sua história.
As flores são mestras a nos ensinar que não podemos reproduzir no mundo o que recebemos de negativo desse mesmo mundo”.

Nada pode afetar nosso interior, basta discernirmos os sinais de Deus.
-“As decepções que sofremos podem amargurar e ferir nosso coração... As flores de um jardim são mestras de sensibilidade e nos ensinam como devemos responder a tudo isso. Basta olhar bem para um jardim e perceber que a flor é um lindo sinal de Deus para o mundo”.

Desprezar tudo o que não presta e ficar só com o que é bom.
-“Plantadas num terreno arenoso ou com excesso de acidez, assim mesmo elas produzem um néctar tão doce que é dele que a abelha extrai a matéria prima para fazer o mel. 
Adubadas com adubo químico ou orgânico, as flores só sabem extrair dele, o que é útil e agradável, mesmo quando o adubo é azedo. Alimentadas com o fedor do esterco, as flores são puras exalam deliciosos perfumes”.

Capacidade para lidar com certas situações, superar os transtornos, e transformá-los.
-“Como transformar o fedor do esterco em perfume, a aridez da terra na sensibilidade e no frescor das pétalas, o azedume do adubo na doçura no néctar?
Eis o que precisamos, urgentemente, aprender, para rejeitar o mal que vem de fora”.

Esse encontro tornou-se um momento de grande crescimento pessoal. Aquele filho aprendeu que as flores falam de um Deus, cuja força e poder, nos leva a superar  os obstáculos de nossa existência: os ressentimentos, as mágoas...
As flores em Bethânia continuam a florescer, para nos dizer que precisamos florescer em Deus.

(trechos extraídos do livro: Rastros de Deus


Este livro nos remete a uma busca dos rastros que Deus vai deixando em nossa história. É o encontro com a natureza, com Deus, consigo mesmo e com os irmãos.
Adquira este livro:www.bethania.com.br



Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...