domingo, 29 de abril de 2018

Amor, Reparação e Oblação

Padre Vicente, em sua pregação: “Família, lugar de reconciliação”(Encontro na Trilha da Cura 2018), nos falando sobre a restauração da amizade, dos relacionamentos dizia: “Um amigo, aquele que você confia tanto que é capaz de entregar a sua vida por ele, como Jesus fez por nós, dar a sua vida no lugar dele”. E partilha conosco o episódio daquela senhora que o emocionou muito, e que nos faz meditar, renovar sempre a nossa entrega a Deus, por meio de seu Filho Jesus.

“ Na doença do padre Léo, ela o amava tanto (ela o ama), que na época de sua enfermidade, ela chegou até mesmo a se oferecer a Deus para ir em seu lugar. Ela dizia : ‘Ele tem tanto o que fazer ainda, ele alcança tanta gente, a missão dele é tão nobre, quantos se converteram e quantos ainda podem se converter. Eu me dou no lugar dele’.
Vítima de amor. Isso na espiritualidade do Coração de Jesus é profundo. Na espiritualidade da reparação, holocausto de amor, torna-se vítima do outro”.

Padre Vicente nos trouxe, através desse fato, os pilares do carisma da Congregação dos padres do Sagrado Coração de Jesus: amor, reparação, juntamente com a oblação. Padre Léo pertencia a essa Congregação. É o que o carisma dehoniano entende como “amor puro”. Reparação é restaurar a natureza humana que o pecado estragou. E oblação é o ato de consagração, dedicação e de entrega a Deus.

Assim como essa mulher, somos chamados a ser presença reparadora neste mundo. Somos chamados a unir nossa vida à de Cristo, na sua oblação de amor a Deus. Somos chamados a fazer uma experiência desse amor em nossas vidas.
Não há como não se emocionar com essa senhora, quando deseja que a vida do padre Léo se prolongue, ainda mais a vida de um sacerdote.
Padre Léo estava sofrendo no hospital. Ela queria que não fosse assim, pois se era esse o preço, ela faria esse sacrifício admirável somente por amor. Deus quis sacrificar seu Filho Jesus por amor à humanidade. Maria Santíssima entregou seu Filho e aceitou o maior sacrifício, passar por todo o sofrimento, porque queria a salvação de nossas almas.

A semente para dar frutos precisa morrer. Padre Vicente respondeu a essa senhora piedosa, com toda a sabedoria e discernimento: “Deus tinha um outro propósito para o padre Léo. E hoje nós sabemos...”

Contemplando o coração de Jesus, padre Léo viveu o carisma de sua Congregação, pelo amor oblativo e reparador, através do fundador padre Dehon. Não está nas mãos do homem desvendar os mistérios do amor de Deus. Antes é necessário compreendermos a cruz e entender os planos do Senhor para cada um de nós.
O sofrimento é vida em Deus. O que mais ele poderia oferecer a Jesus, além de sua dor e sofrimento? E como prova de gratidão por tanto amor decidiu se ofertar inteiramente, e sua oferta foi agradável ao Senhor.
Hoje lá no céu ele está fazendo muito mais por seus filhos aqui, o que nos dá a certeza de que padre Léo nos deixou um legado inesquecível. Jamais esqueceremos aquele que converteu muitos corações, por suas palavras, atos e testemunhos.





0 Comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!