Família: dom de Deus!

Estamos na Semana Nacional da Família, dos dias 12 a 18 de agosto, iniciativa da Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) e da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família, da CNBB.
Com o mesmo tema do IX Encontro Mundial das Famílias: “O Evangelho da Família, alegria para o mundo” que acontecerá nos dias 21 a 26 deste mês, com a presença do Papa Francisco, em Dublin, na Irlanda, a Igreja vem nos dizer que a Família é a Boa notícia. Que possamos vivenciar em nossas famílias as alegrias, superando as dificuldades do dia a dia!
  
É um momento  para refletirmos sobre o projeto de Deus para as famílias, desde a criação do mundo. A vocação de ser família nasce da certeza de que cada ser humano é imagem  e semelhança de Deus. Alimentamos a esperança de que nossas famílias poderão ser restauradas, porque, embora vivamos momentos difíceis, o projeto de Deus é maior.
Trazemos aqui  trechos da pregação: “Família Restaurada” de 15/09/1999, onde padre Léo vai nos dizer que a família, dom de Deus,  está sendo ameaçada por um projeto de destruição.
 “Deus nos criou à sua imagem e semelhança. E como o encardido não gostou dessa história, o que ele procura fazer? Destruir a imagem e semelhança de Deus que há em nós”.

A Nova Era , a religião do encardido.
“A Nova Era tem uma grande meta: destruir a família. E infelizmente está conseguindo destruir esses laços onde estão nossas raízes, amarrando as coisas pecaminosas. 
Primeiro cria em nossos corações as mágoas, ressentimentos contra pai, mãe. 
A mentalidade consumista que faz com que a pessoa valha pelo que tem e não por aquilo que ela é. 
Não tem tempo para rezar junto, partilhar, vão se criando um grupo de 'famí-ilhas'”.

Um ensinamento extraordinário: Nosso Deus é plural e comunitário.
“O católico não pode falar: “Meu Pai”. E Jesus nos ensinou a falar: “Nosso Pai”, a mais perfeita de todas as orações, plural até no nome: Pai Nosso. Isso significa que dependemos do outro, que temos que viver em comunidade”.


Com o olhar da fé e a prática da caridade podemos acreditar na harmonia da família. É possível acreditar numa sociedade em que a família tenha condições de uma vida digna. Com o olhar da fé podemos enxergar Jesus no rosto confiante da criança, no sorriso do jovem, na face serena do pai, mãe, avós. Enquanto não enxergarmos Jesus neles, não há possibilidade de um bom relacionamento familiar. Nesse contexto padre Léo nos conta pela primeira vez a historinha do “Cristo Disfarçado”.


Este episódio da família com o Monge que tinha o dom da palavra de ciência e da palavra de sabedoria, também encontra-se no primeiro capítulo do livro: “Famílias Restauradas”, um verdadeiro roteiro de restauração e santificação das famílias, lançado no Acampamento para as famílias, em 10,11,12 de junho de 2005, em Cachoeira Paulista, sede da Canção Nova.

A família vem de Deus, é projeto de Deus, e é, em seus planos um ambiente de salvação para nós. Quem crê em Deus, crê na família. Nossa gratidão, padre Léo, por suas pregações, seus escritos, a sua luta para restauração e salvação de nossas famílias.








Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...