Celebrar o dom da vida eterna!

"Em meu aniversário, pouca gente me acha, porque eu fujo, é dia só meu, que Deus fez para a gente. Se devo dar parabéns, é para Ele." Padre Léo


Hoje, 09 de outubro, especialmente queremos louvar e agradecer a Deus, o dom da vida de padre Léo, o dom da vida eterna que a mereceu. Um convite a louvarmos o Senhor, pelo seu imenso amor, pela conversão de tantas pessoas, pela sua mensagem de paz. Há onze anos de seu falecimento continua vivo no coração de todos. Fazemos memória e celebramos por causa de seu testemunho de vida, sua importância , quer para nós, para as nossas famílias e para a Igreja.

Naquele povoado, chamado Biguá, município de Delfim Moreira, Minas Gerais, no ano de 1961, nasceu um menino, de família pobre, mas verdadeiramente cristã. Para o seu projeto Deus pensou em Tarcísio Gonçalves Pereira (padre Léo), pois já havia determinado a sua missão, por isso foi escolhido, foi pensado e chamado desde sempre, desde o ventre de sua mãe. 
A vida é dom de Deus, é o bem mais precioso. É unicamente por obra do Espírito Santo, que levou nosso saudoso padre Léo a amar, amar muito, como sinal de maior caridade, pois, segundo São João (15,13), não há maior amor do que dar a vida pelos irmãos.

Padre Léo começou a escrever a sua história a partir da “Luz de Cristo”, e nos deixou um legado de amor e de esperança. Através de seus livros, de suas pregações, nos exorta a olharmos para o caos, em que vive a nossa sociedade, e lutarmos para melhorar, e aos jovens, a lutar pelos seus ideais, porém com a força do amor, pois a verdadeira revolução se faz com as armas do "amor".

Deus age em nossa história para concretizar o seu plano que consiste em nos dar a graça de conhecer a sua vontade.  Pela graça santificante tornamo-nos aqui na terra, participantes da natureza divina e no céu a posse do próprio Deus. Padre Léo assumiu o outro na sua realidade, com suas qualidades, seus defeitos, e assumiu este amor em todos os dias da vida, em comunidade. Acolhia e amava seus filhos, principalmente os que estavam no fundo do poço. Sua vida inteira dedicada à recuperar jovens drogados, prostituídos, abandonados. Ele acreditava neles, fazia com que dessem o melhor a serviço do Senhor. Acreditava nas pessoas e procurava tirar o melhor delas.

"O Espírito do Senhor está sobre mim, porque Ele me consagrou para servir", o lema de sua ordenação sacerdotal explica-nos o propósito de seu ministério: o de servir. O Espírito Santo ungiu Jesus e o capacitou para a sua missão (Lc 4,16-19). Ser movido pelo Espírito Santo é experimentar a ação de Deus em tudo o que faz. Para amar o irmão segundo o coração de Deus é preciso estar impregnado de Deus.
Colocar-se a serviço do Reino, a exemplo de Maria. A coragem de servir com prontidão, gastar a sua vida em favor dos irmãos é próprio de um homem cheio do Espírito Santo.
Feliz é quem Deus escolhe e chama para estar bem perto Dele. Sim, padre Léo desejou ardentemente estar com o Senhor. Olhou para o seu calvário como um trampolim para Deus, onde teve o seu encontro definitivo, Deus o chamou para habitar em sua casa.
Ele teve motivos para gritar "Hosana no mais alto dos céus!” Uma explosão de agradecimento a Deus, em sua última pregação: ”Buscai as coisas do alto”.
Contínuo grito: “Hosana”, um grito angustioso que se transformou num canto de Vitória.





Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Gratidão: 10 anos do Blog Padre Léo Eterno!

Olá, queridos e amados irmãos em Cristo Jesus.  Começamos novembro celebrando uma década de blog. Há 10 anos, em 16 de novembro d...