O amor renova a alma!

“Aquele que está sentado no trono disse: “Eis que faço novas todas as coisas”. Depois, ele me disse: ‘Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras’” (Ap 21, 5ª).

Este sonho que São João teve de um novo céu e uma nova terra (segunda leitura deste domingo), um mundo transformado e redimido, onde Cristo permanece com seu povo, só é possível realizá-lo através de Jesus.

A partir do encontro pessoal com Jesus, naquela atmosfera entre o céu e a terra, a vida do jovem Léo mudou. Ali o Senhor lhe mostrou que a vida, vale a pena ser vivida, que existe um lugar onde Deus nos proporciona tudo o que jamais penetrou em nossos corações.
No silêncio da noite aquele menino perdido descobriu que o essencial é amar a Deus e aos irmãos. Ele entendeu que o mandamento da caridade para com o próximo, que Jesus deixa aos seus discípulos renova todo cristão (Jo 13,34).

O Senhor começa a preparar o jovem Léo para as batalhas da vida. Cada passo uma descoberta, cada passo um aprendizado, cada passo um renascimento para Deus. Jesus vai renovando a cada dia o seu coração. Na luta pela vida Deus estava lá, quando estava no pecado Deus estava lá, na procura pela felicidade Deus estava lá.
Menino inquieto, vivia uma vida dúbia, sua participação nos grupos de oração, era intensa, mas procurava nas drogas preencher o vazio de viver em uma sociedade consumista. O que importa para Deus é a disponibilidade do coração. Um coração generoso se mede pelo desejo de servir, de ajudar, estar disposto à contribuir para o bem do outro.

A sua juventude marcada por grandes questionamentos, mas só Deus pode perscrutar as profundezas do coração humano. E escolhe este jovem fraco e pecador. Ele tinha uma vocação e tinha que cumprir sua missão.
Nada acontece por nossos méritos, mas pela graça de Deus. Aquele moço cabeludo, com ideias revolucionárias, entra para o seminário aos 21 anos.
Agora sua vida pertence totalmente a Deus, o servo fiel se consagra de corpo e alma, foi ordenado sacerdote em 08 de dezembro de 1990, paróquia Nossa Senhora da Soledade, em Itajubá, Minas Gerais.

Padre Léo viveu o Ministério sacerdotal com muita intensidade,16 anos de fidelidade ao Senhor, bebendo da presença de Jesus na Eucaristia que celebrava todos os dias.
Padre Léo através de suas pregações, dos seus escritos, testemunha o amor de Deus para o mundo. Anunciando o Evangelho vai ao encontro daqueles perdidos nas drogas, na prostituição e dos abandonados pela sociedade.
Na dignidade de presbítero, sacerdote do Coração de Jesus, padre Léo foi instrumento de salvação para muitos. Foi para os braços de Deus em 04 de janeiro de 2007.

Deus, na sua infinita misericórdia. nos criou livres para escolhermos caminhos. Podemos viver tranquilos, sem compromissos, ele permite. Mas sempre chega a hora de nos encontrarmos com Deus, que é Amor. Fazemos uma experiência profunda desse amor e tudo muda.

‘‘Experimentar o amor é a grande aventura para todos os homens, porque no dia em que o homem experimentar de fato o amor em sua vida, ele jamais será o mesmo homem, porque o amor renova a vida, renova a esperança, renova a alegria, renova a fé’’(do livro:Rastros de Deus).


Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Inaugurada em Cachoeira Paulista estátua em homenagem a padre Léo

Hoje, 05.12.2019, foi o grande dia da inauguração do monumento em homenagem a padre Léo! A estátua, obra do artista plástico Gilmar Pinna, f...