Pavão, símbolo da divindade!


“A primeira vez em que fui em Israel, me chamou muita atenção, no Monte Tabor tinha dois grandes pavões pintados. E depois, em Tabgha, onde a multiplicação dos pães... Nos desenhos do chão eu vi de novo um pavão.




 Então eu perguntei para o nosso guia:

- Por que tanto pavão?

Ele disse:

- O pavão é o símbolo da divindade, da ressurreição, porque é a carne que melhor se conserva depois de morta.




O pavão depois de morto leva muito tempo para estragar a carne dele. Para mostrar que Jesus veio para nos extender aquilo que Ele tinha no seu Espírito e também na nossa carne. Além disso, o pavão se abre inteiro, com aqueles olhos nas penas, para atrair a fêmea... Para abraçá-la. Como Deus também se abre inteirinho e fica fazendo assim para cada um de nós. Nos chamando o tempo todo. Mas nós estamos com os olhos fechados.

Além disso, o pavão gosta de viver no alto. O ninho é sempre lá em cima. Ele é lindo! Ele é maravilhoso! Quer ver um verde-java que eu tenho lá em casa... Mas o pé dele é medonho de feio para mostar que esse Deus grande, lindo e maravilhoso foi capaz de vir aqui ao pé, ao chão, e beijar os nossos pés. Pra dizer “Eu tou submisso”. Lavar os nossos pés! A feiura dos nossos pés! Jesus foi um Deus que entrou, que pisou e andou com o pé humano. Ele que lavou os pés dos apóstolos, agora terá, na véspera da sua Paixão, uma prostituta de leprosos para lavar os seus pés.



Compare João, 12 com João, 13. Aquilo que a pior prostituta da região, Maria de Betânia, fez pra Ele, lavou os pés Dele... Ele, dentro da Eucaristia, na hora da Missa de “João, 13”, Ele vai lavar os pés dos seus discípulos e beijar cada um. E Ele quer fazer isso comigo e com você. Olha o que Deus é capaz! Absurdo dos absurdos! E os cientistas descobriram uma coisa interessant no pavão: o pavão é uma das poucas aves (se não a única) que consegue matar uma cobra venenosa. Ele pula em cima dela, vai batendo aquele pé e vai bicando. Por isso ele é o símbolo dessa divindade que desce... Que se abre inteiro na sua beleza infinita para me chamar e chamar você à nossa feiura... Pra mergulhar essa feiura nossa na beleza Dele. É o único jeito que você tem... Que  eu tenho de mudar de vida. O único jeito do Deus da paz estar conosco. É se nós imitarmos o que São Paulo está nos ensinando hoje. E desde manhã cedo ele está nos ensinando. Desde a oração da manhã. Transforme as suas desgraças em um começo de graça. Em um começo de vida nova. Aquilo que você perdeu não volta.”

Padre Léo

Trecho da pregação: Praticar a cura interior

Confira o vídeo com o trecho da pregação:




Compartilhe:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são moderados antes da publicação no blog. Comentários anônimos não serão publicados.
Deixe seu nome ao final do comentário.

Comente este Artigo.
Quer entrar em contato conosco? Clique Aqui

O Blog Padre Léo Eterno agradece sua participação.
Deus lhe abençoe!

Arquivo do blog

Postagem em destaque

Padre Zezinho fala sobre padre Léo

Para relembrar, trecho  de um artigo publicado por padre Zezinho em 2009 (esse artigo foi publicado, na íntegra,  aqui no blog , em 04.02.2...